segunda-feira, 13 de abril de 2015

Alunos em aula de campo na "Fábrica da Felicidade da Coca-Cola", em Azeitão

No passado dia 19 de março, os alunos do décimo primeiro ano e décimo segundo ano, do Curso Profissional Técnico de Manutenção Industrial, décimo primeiro ano, do Curso Profissional Técnico de Gestão e décimo segundo ano, do Curso Profissional Técnico de Secretariado, acompanhados das professoras Ana Paula Rodrigues, Elvira Esteves e Maria Correia realizaram uma Aula de Campo em Azeitão- Setúbal, na Fábrica da Felicidade da Coca-Cola.
A Refrige faz parte da Coca-Cola Iberian Partners, o Engarrafador da The Coca-Cola Company para Espanha e Portugal, esta empresa foi constituída em Fevereiro de 2013 na sequência da integração dos Engarrafadores da Península Ibérica. A actividade centra-se na produção, comercialização e distribuição das marcas registadas da mesma. Está no mercado português desde 1977 e tem como sede principal a unidade industrial localizada na Quinta da Salmoura, Azeitão, distrito de Setúbal. Esta unidade fabril dispõe de duas linhas de enchimento de vidro (retornável e não retornável), duas linha de PET (plástico), uma de latas, uma de tanquetes e uma de bag in box.







quinta-feira, 9 de abril de 2015

Exposição "Ilustrações das Histórias da Ajudaris 2014"

 Decorre até ao próximo dia 17 de abril, na Biblioteca da Escola Básica e Secundária de Oliveira de Frades, a exposição Ilustrações das Histórias da Ajudaris 2014. Em destaque estão as ilustrações que acompanham os textos elaborados por alunos das escolas do nosso Agrupamento, assim como de outras da escolas da região centro.

A Ajudaris é uma IPSS com estatuto de utilidade pública. As Histórias da Ajudaris são um dos seus vários campos de ação, tendo por grandes objetivos:

. Fortalecer hábitos de leitura e escrita;
. Promover a inclusão e a integração social através da arte;
. Despertar a solidariedade;
. Aproximar a escola das famílias e da comunidade;
. Fomentar a interação entre gerações;
. Impulsionar o voluntariado.

O Projeto Histórias da Ajudaris, criado em 2009, concretiza-se a partir da edição de livros escritos por crianças para crianças, colhendo a inspiração na magia em volta de temas como a cidadania, os afetos e o ambiente. Assim, vários estabelecimentos de ensino e ilustradores solidários participam na ilustração do mundo dos contos criados pelas crianças, através do seu envolvimento em workshops, exposições e outras atividades, de que se destaca o concurso Histórias da Ajudaris.
[Fonte: www.rbe.mec.pt]







Apresentação do livro "Uma nova Princesinha"


9ª Edição do Concurso Nacional de Leitura - Prova Distrital

Ver:
Normas de Participação
Textos - Prova Oral - 3º Ciclo
Textos - Prova Oral - Secundário

II Encontro "Monte(muro) de Leituras"


quinta-feira, 2 de abril de 2015

Sessão de entrega de prémios

Na Semana da Leitura foram entregues prémios aos alunos vencedores do Concurso Concelhio de Leitura e ao aluno melhor classificado no passatempo Top Leitor organizado pela Biblioteca.







quarta-feira, 1 de abril de 2015

Bibliopaper: “Autour d’un projet / Around the project”

Ao longo da Semana da Leitura foram organizadas sessões de formação de utilizadores e de literacia da informação, dirigidas às turmas do 8º ano, envolvendo a realização de um bilbiopaper e a exploração das exposições "Je suis français / Francofamille", da responsabilidade dos alunos de Francês do curso profissional 12º TS, e "Chaga and de chocolate factory", elaborada pelos alunos do 9º ano na disciplina de Inglês.





terça-feira, 24 de março de 2015

Palavras do Mundo

Os alunos da nossa escola com nacionalidade diferente da portuguesa, ou com família originária de países estrangeiros, foram desafiados a partilhar experiências de leitura e curiosidades relacionadas com a cultura e a língua desses povos, sob o lema Palavras do Mundo.



 O Valdemiro, do  7º ano, apresentou-nos dois livros com histórias tradicionais ucranianas (o vídeo é da sua própria autoria).


O António, do 6º ano, selecionou e recontou a história de Cirko, um conto infantil ucraniano.





A Anastásia Belescu, do 7º ano, leu-nos o poema "Pe lângă plopii fără soţ...", em moldavo, de Mihai Eminescu (o mais importante e conhecido poeta da literatura romena, considerado poeta nacional na Roménia e da Moldávia).  






A Danielle Haveman, também do 7º ano,  propôs-nos  a leitura do poema Het Wilhelmus ("O Guilherme"), que é o hino nacional da Holanda e um dos mais antigos hinos nacionais em uso no mundo.

De acordo com a Wikipédia, o Het Wilhelmus teve a sua origem na luta da nação holandesa para conquistar a independência.  A letra fala de Guilherme de Orange (Willem van Oranje), da sua vida e desobre o porquê dele estar a combater Filipe, rei da Espanha.
É escrito na primeira pessoa, como se fosse cantado pelo próprio Guilherme, que é o "eu" - ick, no neerlandês antigo - da primeira estrofe, "Den Coninck van Hispaengien heb ick altijt gheeert" ("o Rei da Espanha eu sempre honrei").
Esta é a primeira estrofe no original, usando a ortografia holandesa moderna:

Wilhelmus van Nassauwe
ben ik, van Duitsen bloed,
den vaderland getrouwe
blijf ik tot in den dood.
Een Prince van Oranje
ben ik, vrij onverveerd,
den Koning van Hispanje
heb ik altijd geëerd.
 
Traduzir esta estrofe é difícil, pois quase todas as linhas têm várias interpretações possíveis. Eis uma tradução crua, baseada na tradução da versão inglesa deste artigo. Atentar para a palavra "Duitsen" que significa "Alemão" e não "Holandês"(Nederlandsen) como por vezes aparece.

Guilherme de Nassau,
Eu sou, de sangue alemão
Leal à pátria-mãe
Serei até morrer
Um príncipe de Orange
Eu sou, livre e sem medo
O rei da Espanha
Eu sempre honrei

A sexta estrofe, que às vezes é cantada, também, é a que segue:
Mijn schild ende betrouwen
zijt Gij, o God mijn Heer
op U zo wil ik bouwen
Verlaat mij nimmermeer
Dat ik doch vroom mag blijven
uw dienaar t'aller stond
de tirannie verdrijven
die mij mijn hart doorwondt

Eis uma tradução possível:

Meu escudo e lealdade
És Tu, oh Senhor Meu Deus
Sobre Ti construirei
Nunca Me abandones
Para que eu continue forte
Teu servo sempre
Afastar a tirania
Que apunhala meu coração

Recital poético: "20 dizer"

No dia 17 de março, no âmbito da Semana da Leitura 2015, o Agrupamento de Escolas de Oliveira de Frades, com a colaboração da Câmara Municipal, recebeu o dueto formado por José Rui Martins e Luísa Vieira (Trigo Limpo – Teatro ACERT), para a realização de duas sessões do recital 20 dizer. Todas as turmas do ensino secundário e profissional tiveram a oportunidade de assistir a este espetáculo musical que explora "o imaginário poético e o humor no despertar dos processos criativos de incentivo à escrita e leitura".




Fotos: Isabel Laranjeira